{Série} As sete Igrejas do Apocalipse #EstudandoAPalavra

Hoje é dia da nossa segunda lição sobre o livro de Apocalipse!!!!

Confesso que essa foi um pouco difícil, me fez pensar muito sobre quem sou perante o Senhor, quais os verdadeiros motivos do meu coração em servi-Lo e também de manter esse blog. Espero que de alguma forma você também possa refletir sobre isso e mudar, afinal, reflexão sem ação nada adianta.

Como sabem, o material de estudo que estou usando são as revistas do trimestre da EBD (Escola Bíblica Dominical) e a Guia de Estudo Bíblia Fácil, o canal do youtube da novo tempo e as Bíblias “A Mensagem” e “Bíblia de recursos para o ministério infantil”.

A leitura de hoje foram os capítulos 2 e 3, que falam sobre as sete Igrejas as quais João é instruído a escrever.

São sete cartas, a sete Igrejas diferentes que representam os sete estados espirituais da Igreja durante a história e também sete tipos de cristãos existentes na Igreja e vamos falar um pouco sobre essas duas representações.

A Igreja de Éfeso: uma igreja vitoriosa/Deus se importa com o seu motivo.

O nome ”Éfeso” significa “desejável”. A Igreja de Éfeso representa o período da Igreja Cristã que vai do ano 31d.C., ano da morte de Jesus, até 100d.C., aproximadamente o ano da morte do último apostolo, João. Foi uma época de pureza doutrinária e grandes avanços evangelísticos, a Igreja liderada pelos apóstolos que zelavam para que somente a doutrina de Cristo fosse pregada.

Apesar de ser uma igreja muito bem estabelecida nos ensinos da Palavra, perderam a verdadeira razão para agirem e ensinarem corretamente, o faziam simplesmente por fazer.

Muitos podem pensar que o importante é fazer as coisas para Deus, mas para Ele o importante mesmo é o por que você está fazendo, por que você é bom? Por que age corretamente?

O amor de Deus precisa ser o centro de tudo o que fazemos, principalmente no que fazemos para Ele.
O amor que você sente por Deus tem sido o motivo das suas ações?

A Igreja de Esmirna: uma igreja perseguida/O sofrimento amargo pode dar resultados doces.

Esmirna vem de mirna, um suave aroma adocicado. A igreja de Esmirna não possuía riquezas materiais, porém era rica no trabalhar. Os sofrimentos que suportavam, levavam seus membros a uma maior comunhão uns com os outros e com o Criador. Quanto mais sofriam, mais seu perfume exalava e mais pessoas se convertiam.

O período profético é de 100 – 313d.C., época em que fortes perseguições foram comandadas por Diocleciano contra os cristãos (a partir do ano 303 que essas perseguições se intensificaram). Em 313, Constantino assina o Edito de Tolerância de Milão, dando liberdade para os cultos cristãos.
Apesar de terem sofrido bastante, conseguiram ser uma boa influência aos que os rodeavam, deram bom testemunho da presença de Deus neles, tiveram seu caráter fortalecido e embelezado pelo Senhor.

Talvez não cheguemos a sofrer açoites, talvez não sejamos chamados para morrer fisicamente pelo Senhor, mas é possível que zombem de você, que te rejeitem por ser crente. A pergunta é:
Você está disposto a sofrer por Jesus como o povo de Esmirna e deixar o doce aroma de Cristo exalar?

A Igreja de Pérgamo: Uma igreja popular/Deixe o Senhor ser seu amigo especial

Pérgamo representa a Igreja no período de 313-538d.C., época em que o cristianismo perdeu a simplicidade dos ensinos de Cristo e dos apóstolos e, quase imperceptivelmente, deixaram costumes pagãos ingressarem na Igreja Cristã conquistando governadores e orgulhando sacerdotes.

A Igreja de Pérgamo não havia negado ao Senhor, mas estava se perdendo entre os costumes pagãos, então o Senhor diz que eles deveriam buscar nEle o alimento, a força interior de que precisavam para continuar e que queria ser o amigo íntimo deles.

Era costume da época as pessoas trocarem uma pedra branca chamada “tessera hospitalis” quando decidiam ser amigas íntimas.

Se alimentando do Senhor e tendo uma amizade íntima com Ele, eles poderiam agir certo mesmo quando cercados por outros que agiam erradamente. Não permita que ninguém te influencie a agir mal, deixe que Deus te dê a Sua força e amizade especial.

A Igreja de Tiatira: Uma igreja apostatada/Faça o que puder para Deus

“Tiatira” significa “sacrifício de constrição”.

Essa igreja representa o período mais longo da história da Igreja que vai de 538 até 1517, fica no meio das sete igrejas e por isso representa bem a Idade Média.

O significado de seu nome representa bem esse período em que a fé simples foi mudada por meio da apostasia (desvio, afastamento, abandono premeditado e consciente da fé cristã), sendo substituída por obras e penitências. Afastamento lento da pura doutrina de Cristo para dogmas e tradições do paganismo.

Apesar da igreja amar ao Senhor e praticar suas obras, não conseguiam lutar contra o pecado. Não tinham coragem ou simplesmente lhes faltava força, mas o Senhor quer que nos levantemos contra o pecado! Mesmo quando tiver medo, não desanime, o Senhor está contigo e você pode sim continuar a agir corretamente.

A Igreja de Sardes: Uma igreja reformada/Limpa por fora, suja por dentro

Seu período profético é de 1517-1798, é de se esperar que depois de anos de apostasia e perseguições existissem poucos que seguissem a verdadeira doutrina de Cristo, mas foi nessa época que aconteceu um avivamento na Igreja.

Em 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero afixou na porta do castelo de Wittenberg as 95 teses, marcando assim o ínicio da Reforma Protestante.

Anos vivendo da aparência, só impressionando os outros e se esquecendo de Deus, mas havia pessoas que buscavam conhecer ao Senhor, que o amavam e ansiavam por dias em que o importante seria agradar a Deus e não aos homens.

Onde você se encaixa aqui? Entre os religiosos que vivem por dogmas, proibições, punições, aparências de santinho ou entre os amantes de Deus, que buscam conhecer a vontade do Senhor e não se importam com as consequências?

A Igreja de Filadélfia: Uma igreja reavivada/A igreja com oportunidade

A palavra “Filadélfia” significa “amor fraternal”, seu período profético foi de 1798-1844 e uma notável atividade na obra missionária e distribuição Bíblica ocorreram.

As pessoas passavam tempo aprendendo a Palavra de Deus e depois lhe obedeciam e também faziam questão que soubessem que elas eram cristãs.

Você está aprendendo e obedecendo ao Senhor? Permite as pessoas saberem que é crente?

A Igreja de Laodicéia: Uma igreja autossuficiente/Materialmente rica ou rica em Cristo?

Por conclusão, a última das sete igrejas representa o período de 1844 aos dias de hoje, sem data para o fim. Período de preparação para a volta do Senhor.

Devido sua localização geográfica, a cidade de Laodicéia não tinha água potável, somente uma água morna e infectada era a qual eles tinham acesso, e o Senhor usa disso para exemplificar o que a Igreja está lhe causando.

Eles não eram frios, pois conheciam a verdade, e nem quentes, uma vez que “adoravam” por obrigação e não amor.

Possuíam riqueza material, mas lhe faltava a interior, corações puros e cheios de amor.

O Senhor tem lugar de honra em seu coração ou você está mais preocupado em ter as coisas?

Hoje aprendemos muitas coisas de uma vez só, não é mesmo?

Mas fica um desafio:

Com qual dessas igrejas você se identificou? Que tal fazer uma lista das qualidades que possui e das advertências dadas a cada uma e então seguir o conselho que o Senhor deu para cada uma?


Vamos lutar para que naquele dia, o juízo final, recebamos as promessas que Jesus fez a cada uma dessas igrejas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Adoraria saber sua opinião sobre o post!
Pode ser sincero, mas sem maldade, lembre-se sou uma pessoa também!