Uma nova revelação {Série #EstudandoAPalavra}

Apocalipse 1.17. “Quando o vi, cai a seus pés como morto. Porém ele pôs sobre mim a mão direita, dizendo: Não temas.”(Almeida) “Vi tudo isso e cai como morto a seus pés. Sua mão direita me levantou, e fiquei tranquilo quando ouvi sua voz: Não tenha medo.”(A Mensagem)

Esse trimestre decidi estudar o livro do Apocalipse por duas razões: Primeiro, porque é um assunto que não conheço, sempre evito ler o livro ou simplesmente escutar algo sobre por achar complicado demais pensar nisso tudo e segundo, a lição da escola dominical vai falar sobre escatologia que é o estudo do fim.

Para poder ter um conhecimento mais “certeiro” do assunto, estou usando como base para o estudo a Bíblia em duas versões (A Mensagem e Almeida, revista e atualizada), a revista da EBD,  “Guia de estudo Bíblia Fácil – Apocalipse” e os vídeos no canal do youtube dessa mesma revista.

Decidi compartilhar aqui tudo o que essa nova experiência irá me propor, cada novo conhecimento que irei adquirir sobre o meu Senhor para assim poder ajudar mais alguém também, afinal, o evangelho é isso, dividir o que se tem com o próximo, e conhecimento com certeza está na lista das coisas para repartir.

Eu já li o livro de Apocalipse 2 vezes, para não dizer que nunca nem bati o olho nele, mas sempre me foi muito confuso e assustador, então, todas as vezes que ia escolher um livro para ler, ele passava bem longe da lista de candidatos.

Agora com esse novo propósito, confesso que minha visão do livro já mudou, não o vejo mais como algo aterrorizante, algo que não quero nem sonhar em viver, já o vejo como totalmente necessário para compreender o que é ir morar no céu, o que é ter um relacionamento com Deus, o que é ver Jesus e sonho com o dia em que poderei fazer o mesmo que João, me prostrar aos pés do meu Salvador.

Mas chega de blá-blá-blá e vamos ao que interessa,rs.

A leitura dessa semana foi o primeiro capítulo de Apocalipse e duas coisas me chamaram atenção:
  1.       O Livro é sobre Jesus, e não sobre o fim do mundo; (verso 1)
  2.       Não nos aguentamos em pé diante do Salvador. (verso 17)

Creio que assim como eu, muitas pessoas acreditam que o livro está ali pra relatar sobre como será o fim do mundo, se vamos ser extintos por aliens, zumbis, vampiros ou qualquer outra coisa ou se simplesmente vamos desaparecer e aparecer em outro lugar com a chance de tentar mais uma vez habitar um planeta sem estragá-lo, mas não, o livro é uma revelação sobre Jesus Cristo, existe na Bíblia para nos relatar como será sua batalha épica contra o mal, por assim dizer. Sobre como Jesus vai vencer o inimigo, trancá-lo de uma vez por todas no inferno e desfrutar do seu Reino com seus súditos e amigos aqui na terra mesmo.
Compreender isso mudou a visão do livro para a minha pessoa, agora não tenho mais medo de ler e saber como as pessoas vão sofrer ou como eu poderia sofrer se não conseguir “fugir” daqui no arrebatamento, agora sinto vontade de ler e conhecer como Jesus vai fazer para retomar seu Reino, como que vou poder estar com Ele nessa nova terra e sentir pena dos que não vão poder estar.

A segunda coisa que me chamou atenção foi o fato de que João, no momento em que viu Jesus, não conseguiu se manter de pé, cai no chão como morto, ou seja, perdeu seus sentidos, não conseguia se mexer. Isso me fez pensar em como não sei o que estar na presença do meu Senhor, em quanto negligencio os momentos que posso separar do meu dia para estar com ele de uma forma mais profunda, em como não tenho “tempo de qualidade” com meu próprio Criador e Salvador, como não sei o que é sentir a glória de Deus.

Mais dois profetas (pelo que li/sei do assunto) tiveram a mesma reação quando se encontram com o Todo Poderoso: Ezequiel (“vendo isto, caí com o rosto em terra e ouvi a voz de quem falava.”1.28) e Daniel (“e, ouvindo-a, cai sem sentidos, rosto em terra” 10.9).



Hoje, temos mais acesso a Deus do que os profetas do antigo testamento, é mais fácil falar com Deus e sentir a presença dEle, não precisamos de santuários construídos com medidas exatas para Deus poder falar com o sacerdote que então fala para o povo, podemos falar com Ele nós mesmos de nossos quartos, carros, cozinhas, quintais, enfim, de qualquer lugar a qualquer momento que Ele vai nos responder, mas temos aproveitado essa facilidade? Temos falado com Ele? Buscado sua direção? Deixado Ele se revelar a nós e termos experiências parecidas com a desses três? Perdemos os sentidos diante de Deus ou deixamos que as coisas desse mundo os roubem?

O Senhor diz :”Não temas”.


Não tenha medo de se entregar a Ele, de perder seus sentidos na presença dEle, Ele cuida de você, nada de ruim vai te acontecer, pelo contrário, seu coração transbordará de alegria, de felicidade ao compreender os planos de Deus para a sua vida, ao encontrar a verdadeira razão do existir. Se perca na presença dEle para então se achar. 

Agradeço a companhia nesta nova jornada, e se sinta a vontade a compartilhar o que o Senhor falou com você também sobre esse assunto e vamos assim crescer juntos.

Beijos,
Thaís Gama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Adoraria saber sua opinião sobre o post!
Pode ser sincero, mas sem maldade, lembre-se sou uma pessoa também!